terça-feira, 22 de maio de 2012

Amor incondicional - Parte 3


 


Olá princesas a paz de Cristo...

Vamos a mais um post falando sobre esse assunto, amor incondicional.

Quero começar o post de hoje fazendo uma espécie de protesto a todos que resumem o amor a um sentimento...

Meninas pelo amor de Deus, amor não é um mero sentimento, se você sente não é amor, é paixão.
Vou explicar como cheguei a essa conclusão.

Sabe quando Deus nos ordena a amar a Ele sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesma e a amar os nossos inimigos?
Pois então, se o amor fosse um mero sentimento você não poderia obedecer a essa ordem de Deus, sabe porque, sentimento você não escolhe, você não controla. Você não escolhe se apaixonar por alguém, assim como não escolhe deixar de sentir raiva quando alguém faz algo que te aborrece, você não escolhe ficar triste quando alguém faz algo que te magoa, os sentimentos simplesmente aparecem, querendo você ou não e a paixão se encaixa nessa definição, muitas vezes quando menos esperamos ela invade os nossos corações de uma maneira avassaladora e sai de nossas vidas com a mesma intensidade.
Quantas vezes você desejou com todas as forças de deixar de gostar de alguém e não conseguiu assim como adoraria ser apaixonada por algum rapaz que é um exemplo mas você só consegue gostar dele como amigo, isso porque paixão não se controla, no entanto, o amor é diferente. Você escolhe se ama ou não.
É comprovado cientificamente que a paixão tem prazo de validade, pode durar até 3 anos, se você estiver namorando alguém e a paixão acabar você tem duas escolhas, progredir para o amor, ou seja escolher amar aquela pessoa com todos os defeitos e qualidades ou desistir do relacionamento e acabar com tudo...

O amor você escolhe, o amor é um ato de fé, sabe porque? Porque você não faz ideia de como será o futuro com aquela pessoa mas a sua fé em Deus e que tudo vai dar certo te faz continuar essa relação, é você acreditar naquilo que os seus olhos não podem ver.
Você escolhe amar, se ao amor fosse um sentimento, você não teria a livre escolha, simplesmente ele aconteceria, mas como ele não é você tem a liberdade de amar ou não uma pessoa, claro que o amor vem da paixão, mas ao contrário da paixão, o amor não tem fim...

Por isso Deus nos ordena a amar, pois Ele sabe que o amor é fruto de escolhas e não de sentimentos involuntários.

Por isso eu aplaudo o amor incondicional, o amor ágape, que é um amor que parte do compromisso e não de sentimentos...
O amor que se sacrifica pelo benefício do próximo, foi esse amor que levou Cristo até a cruz pra morrer por nós e em nosso lugar.
Por isso que a bíblia nos diz para amarmos como Jesus amou a igreja.

O amor ágape busca sempre o melhor da outra pessoa, e em fazer a outra pessoa feliz, faz com que você se torne capaz de dar a própria vida por outra pessoa...

A Leslie Ludy diz o seguinte no livro Romance à maneira de Deus:

O amor ágape! Ele não está baseado em um sentimento, mas na decisão - um tipo de amor que decide ver sempre o melhor da outra pessoa, acima de todos os nossos desejos. É o tipo de amor que Jesus teve ao morrer na cruz por todos nós. É o tipo de amor que deveríamos ter por todo ser humano. É o tipo de amor forte e sólido. É uma ação da vontade.

O amor ágape se manifesta quando àquela pessoa que você ama te magoa profundamente e você escolhe perdoar ao invés de jogar na cara o que essa pessoa fez.
O amor ágape se manifesta quando você faz algo por alguém sem esperar nada em troca, você simplesmente escolhe fazer o bem aquela pessoa independente de qualquer coisa.
É um amor altruísta, não é egoísta...

Muitos casamentos hoje em dia acabam pois as pessoas nunca souberam amar de verdade, estão num casamento pra se satisfazerem e quando o seu cônjuge o decepciona ou não supre as suas necessidades, quando não atinge as expectativas então acaba. 
Mas Deus não quer isso pra nós, Ele fez o casamento pra durar pra toda vida...

Por isso princesa que deseja se casar, comece praticando o amor incondicional...

É disso que você precisa pra ser feliz, amar... e entender que o amor não é um ato involuntário e sim a livre escolha de aceitar a pessoa como ela é mesmo que tenha mil defeitos!

Bom espero ter conseguido transmitir o que estava em meu coração...

Não deixem de comentar ok...

BjoO Princesas

Shalom Yeshua....







Carta de Deus aos Solteiros