quinta-feira, 17 de março de 2011

O que pode estar acontecendo no Céu?


Olá Princesas a paz de Cristo...

Hoje quero compartilhar com vocês o meu capítulo preferido do livro Romance à Maneira de Deus...

Esse capítulo é uma ilustração sobre o agir de Deus na nossa área de Romance, é bem lúdico e muito lindo, espero que vocês gostem tanto quanto eu amo esse capítulo, e no final dele os autores fazem uma proposta bem desafiadora, um dia eu aceitei esse desafio e nunca me arrependi...

Vou deixá-las com essa ilustração maravilhosa...


O Que Pode Estar Acontecendo no Céu

- Eric -

 Todo o Céu estava em agitação! A hoste angelical estava na "ponta das asas" desde domingo à noite, esperando... observando... imaginando. Todos os olhos celestiais estavam fixos no entusiasmado Pai assentado em Seu trono, adornado em todo o seu esplendor. Uma miríade de serafins iluminados fitavam o Seu terno rosto, imaginando o momento em que Seus lábios finalmente profeririam as palavras tão esperadas.
As horas passavam, e a expectativa crescia. Foi somente na segunda-feira, às sete e meia, que Ele. finalmente, chamou o arcanjo para o seu lado. Parecia que Ele estava rindo, enquanto sussurrava alguma coisa no ouvido de Miguel. O céu alvoroçava-se de curiosidade.
Com um sorriso exultante, o mensageiro do Rei posicionou-se perante a hoste celestial. Um audível "ssshhhhhh" ressoou entre a curiosa multidão. Cada serafim e querubim estava quieto, espe­rando... observando... imaginando.
O radiante arcanjo comprimiu o lábio, tentando reprimir e controlar a sua própria ansiedade. Depois de uma pausa, que pareceu durar um milênio, Miguel começou a falar com alegria radiante e risos incontroláveis:
- Meus amigos, sua voz ecoou pelos céus, o Pai diz que É CHEGADA A HORA!
Trepidação de asas, sons de harpas, pés de anjos dançando sobre as ruas de ouro. É chegada a hora! Finalmente a hora chegou!!! E todo o Céu estava exuberante!
O pipoqueiro chegou assim que começavam a abrir as corti­nas. Todos os ansiosos serafins se acomodavam nos assentos. En­quanto o filme começava, o Pai, todo exultante, inclinou-Se e cutu­cou Miguel, dizendo:
- Fui eu mesmo quem uniu esses dois. Miguel, rindo daquela afirmação tão conhecida, deu uns ta­pinhas amigáveis nas costas do seu Herói, o Grande Diretor dos Estúdios Universais.
Então, todos vêem um rapaz surgindo naquela tela gigante, totalmente despercebido ao fato de que bilhões de olhos estavam a observá-lo. Era uma sexta-feira chuvosa de abril. Ele permanecia à porta, do lado de fora. esperando... observando... imaginando. Em uma das mãos ele segurava um buquê de rosas e na outra uma caixinha branca.
Os acontecimentos a seguir deixariam todo o Céu nas pontas dos pés. Cada ser angelical imaginava como ele faria. Como ele a surpreenderia? Qual seria a reação dela? Ela aceitaria? Apenas o Autor Todo-Poderoso sabia o que aconteceria e Ele sempre guardava o segredo a sete chaves.
O auditório inquietou-se quando os vizinhos, ao retornarem para casa, curiosamente observavam o rapaz ali... na chuva... do lado de fora da grande casa azul.
De repente, a cena mudou. Uma graciosa moça. em uma sala iluminada por luz de velas, entrava em foco. Ela estava rodeada pela sua família, o que dava a impressão de ser um momento muito simbólico. Depois de lhe terem dirigido palavras doces, a mocinha foi convidada a sentar-se no sofá, com os olhos fechados. Fora-lhe dito que o presente, que eles lhe desejavam dar há tanto tempo, estava do lado de fora e que eles iriam buscá-lo
A família se afastou, deixando sua jóia preciosa. Os olhos da mocinha estavam fechados e apertados em expectativa. Logo que a família saiu pela porta dos fundos, ouviu-se uma linda música. Era uma música que ela apreciava - que lhe trazia lágrimas aos olhos.
Novamente a cena da noite chuvosa com o rapaz segurando o buquê de rosas apareceu na tela, dessa vez, entretanto, a porta estava aberta. A família da mocinha passou silenciosamente pela porta e compartilhou um breve momento de sorrisos calorosos com o jovem de cabelos encaracolados. Então, silenciosamente, o jovem entrou.
A porta se fechou atrás dele. Um corredor escuro, iluminado apenas pela luz dos seus sonhos, o recebeu. Aquela melodia enchia os seus ouvidos e tocava o seu coração, enquanto ele se dirigia para a sala. nas pontas dos pés. Ele estava a alguns segundos do momento que havia esperado por toda a sua vida.
A mocinha, com a face rosada, apareceu na tela. Dessa vez o foco estava nas lágrimas que escorriam pelo seu rosto delicado e suave. Aquela música trazia lembranças de um jovem à sua mente. Pensar que seu príncipe de armadura brilhante estava a milhares de milhas distante era como alfinetadas em seu coração.
- Um dia ele virá. ela assegurava a si mesma, ele prometeu que voltaria.
Sem que ela percebesse, o jovem entrou na sala. Ele a observava em toda a sua beleza, enquanto lágrimas continuavam a escorrer pela sua face.
- Leslie. ele sussurrou, tentando conter-se.
A preciosa princesa levantou a cabeça espantada. Através da cortina de lágrimas, ela viu a imagem do seu príncipe. Como se fosse um sonho, ela o fitava vindo ao seu encontro e ajoelhando-se aos seus pés. Com lágrimas nos olhos, ele gentilmente confessou a sua adoração e o seu amor por ela. Ele a presenteou com as rosas e com uma caixinha branca. E a surpreendeu com um pedido de casamento.
- Minha Leslie. sua voz rouca sussurrava, você quer se casar comigo?
Enquanto dizia essas palavras, ele olhava fixamente nos olhos dela. A música de fundo crescia com intensidade e grande comoção.
Os olhos dela brilhavam, suas bochechas enrubesciam com entusiasmo. Ela não conseguia falar. De repente, a música chegou ao seu clímax, e ela disse "Sim".
Os céus explodiram de emoção. Alguns anjos se cumprimentavam, enquanto outros passavam a caixa de lenço de papel.
- Ele conseguiu, um ser angelical gritava.
Um coral de vozes cantava o "Aleluia" na versão hip-hop.
Enquanto as cortinas se fechavam, todos se dirigiam ao trono para parabenizar o Diretor. Miguel apressou-se triunfantemente para o lado do Rei, enquanto a congregação de críticos de cinema rodeava o trono. O Rei inclinou-Se e sussurrou ao ouvido de seu querido arcanjo:
- Com a experiência que eu tenho em escrever textos, pense em alguns outros casais e me dê mais oportunidades como essa.
Miguel sorriu e virou-se para falar à multidão:
- Eu sei que vocês devem estar se perguntando porque hoje em dia é tão raro assistir a cenas como essas pelo telão.
Depois de uma pausa, elevou mais a sua voz: -A razão é muito simples, não temos mais histórias românticas de boa qualidade que sejam puras o suficiente para serem produzidas e exibidas aqui!
Os céus responderam àquelas palavras com risos. E Miguel continuou:
- Mas parece que as coisas lá embaixo estão mudando.
O ajuntamento celestial olhava para Miguel com interroga­ções nos olhos. Seria verdade? Será que existiriam histórias de amor que fossem puras entre as pessoas lá embaixo?
- Sim, meus amigos, disse Miguel, é verdade! Nosso glorioso Criador está escrevendo o enredo para milhares de pessoas que tenham as mais puras histórias de amor. Ele está apenas esperando que os jovens casais aceitem os papéis de personagens principais!
Os anjos se entreolhavam com uma expectativa jubilosa.
- Tudo o que precisamos é levar uma mensagem muito importante para os filhos que estão lá embaixo na terra. Na verdade, essa mensagem é tão importante que os dois jovens que acabaram de aparecer no filme estão escrevendo um livro. Se os jovens lá da terra entenderem essa mensagem, eles permitirão que o Diretor Mestre escreva suas histórias de amor. Então, meus amigos, tere­mos a grande possibilidade de gastar nossos gloriosos anos assis­tindo a produções como essa que acabamos de ver hoje!
- Qual é a mensagem? perguntou a multidão celestial.
- É simples, respondeu Miguel. Tudo o que eles precisam saber é que o Criador do Universo... ADORA ROMANCES!
Uma agitação de asas surgiu da incontável multidão entusiasmada. Miguel finalizou com um desfecho inspirativo:
- Vamos a nossa missão! Levemos essa mensagem aos filhos da terra. O mundo nunca mais será o mesmo assim que eles entenderem a essência do Romance à Maneira de Deus.
♥ ♥ ♥
E, querido leitor, nunca se soube como este livro foi cair em suas mãos. Pode ter sido simplesmente o trabalho de algum bravo mensageiro do Céu entregando-o diretamente do próprio Pai a você. Por quê? Porque talvez Ele deseja que você saiba que... Ele está escrevendo um romance só para você neste exato momento!

Lindo e inspirador né meninas, toda vez que eu leio essa ilustração, fico imaginando em como será quando eu viver o romance criado por Deus, rsrs...

Espero que tenham gostado e não deixem de comentar...

BjoO

Shalom Yeshua 


Bruna Porto

5 comentários:

  1. Onwww, q lindoooo!!!
    Amei o texto, lindo D+ !!!
    Bjus Bruunaa
    Deus te abençoe :*

    ResponderExcluir
  2. Nossa LindOooOOoo! Nunca li texto de romance como esse é tão diferente e inspirador, lindo d+!Quero esse livro rsrs
    Também creio que Deus está escrevendo um romance pra mim ..rsrs

    Beijos Bruna!

    fique com o Pai!

    ResponderExcluir
  3. Lindo mesmo né meninas....

    Fico em suspiros quando leio essa ilustração, minha imaginação vai longe...

    Deus abençõe vocês

    bjoO

    Fiquem na paz

    ResponderExcluir
  4. Eu simplismente amei esse livro!!!
    SUPER RECOMENDO!!!
    Mal posso esperar a minha vez....deve ser emocionante ser pedida em casamento pelo nosso principe!!!

    super bjooo

    ResponderExcluir
  5. Esse livro é perfeito, eu ontem terminei de lê-lo pela terceira vez... E lerei quantas vezes for necessária pra reafirmar as minhas escolhas...

    Vou ficar torcendo pro Digo te fazer essa linda surpresa logo....

    bjoO flor

    Deus te abençõe

    ResponderExcluir

Olá Princesa...
Obrigado pelo comentário que Deus continue te abençoando!

Palavrões e xingamentos não serão publicados no blog...

P.S: responderei aos comentários aqui no Princesa da Pureza ok...
bjoO
Shalom Yeshua...

Carta de Deus aos Solteiros